Conta-me como foi

Então foi assim – lá para fins de fevereiro um senhor (menino, pela foto) chamado Sam mandou-me um pedido de ligação no LinkedIn. Eu vi que ele era recruiter numa empresa do UK e pensei, está bem, eu ligo-me contigo! (esta expressão fica tão melhor em inglês…). Ele mandou-me um mail a agradecer a ligação (sempre muito educados, estes ingleses) e a perguntar se eu estaria interessada numa carreira no UK. Oh boy, would I?! Marcámos uma conversa telefónica, depois uma espécie de testes psico-tecnicos (mas como, remotamente? perguntam vocês, sim, respondo eu e que aventura que foi, detalhes mais abaixo), depois uma conversa mais técnica com um dos consultores SAS e depois uma proposta no fim de abril!

No meio disto tudo o meu corsa morreu, comprei o aveo e a Business&Decision (empresa original do Sam) foi comprada pelo Sopra Group.

Os testes psico-técnicos foram engraçados, era um teste de uma hora com perguntas lógicas e outros dois testes de SAS para meia hora, ou seja, ele mandava a uma determinada hora e passada hora e meia era suposto eu mandar as respostas. Fi-los remotamente, ou seja, se quisesse ir ver as respostas à net ou ter alguém comigo a faze-los, ninguém saberia. Marcámos um dia para ele mos mandar às 18.30. No dia combinado manda-me mail a meio da tarde a dizer que devido à fusão/compra da outra empresa, o Sopra Group, tem problemas técnicos com o email e não consegue mandar attachments e que quando o problema estivesse resolvido voltávamos a falar. Passados uns dias lá combinámos outra data e nesse dia a seguir ao almoço ele manda-me os testes por mail (que não era a data combinada). Eu perguntei-lhe, então não era suposto ser amanhã ou depois de amanhã ou lá o que era? Ele responde que estava a fazer o agendamento do mail e por erro, o mail foi enviado logo, pediu-me para apagar o mail enviado erroneamente. Yeah right, tinha ali os testes à frente e ele pedia-me para apagar o mail. Eu apaguei o mail, sim, mas guardei os testes. Nessa noite quando cheguei a casa fiz os testes no tempo que era suposto e sem copiar da net mas não lhe disse nada. (Quer dizer, copiei um pouco da net mas era mais para ver como é que a SAS explicava coisas que eu implicitamente já sabia, tipo, o que faz um keep statement, eu sei lá explicar isto, e é uma pergunta tão simples, um keep faz isso mesmo que o nome indica: keep! Mantém as variáveis no dataset de saída. Portanto, acho que não foi muito grave. Definitivamente não respondi a nada que não soubesse). No dia em era suposto ele enviar os testes, lá estava eu em casa à espera deles, e nada. O mail não chegou. Avisei-o disso e no dia seguinte ele pediu imensas desculpas, que devia ter sido um erro, bla bla bla, e marcámos outro dia. Entretanto, o dia marcado foi o dia que o meu corsa morreu e por isso tive que vir trabalhar com a Andreia e não sabia quando chegaria a casa, portanto tivemos de desmarcar outra vez. Depois passadas duas semanas mais ou menos lá fiz os testes (com as mesmas respostas que já tinha dado quando ele mos mandou pela primeira vez).

E pronto, foi assim que chegámos até aqui!

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s