Home sweet home

Cá estou eu com uma média de 15 graus durante o dia e 10 à noite.

Cheguei no sábado à noite, quer dizer, tecnicamente já era Domingo; era para chegar por volta das 10 mas só aterrei por volta das 1.30 da manhã porque o voo se atrasou porque o avião já tinha chegado atrasado doutro lado e bla bla bla.

Domingo começámos logo bem com arroz de tomate e pasteis de bacalhau. Comi até não poder mais porque estava muito bom e eu vinha com saudades da comidinha da mamã, claro! Ao jantar, em casa da Filipa, mais enfardanço com muito açúcar. Antes ainda fui dar um pulo ao Colombo para comprar a prenda do pai assim à última da hora. Enquanto lá andava passei pela Sacoor e pensei, vamos lá só dar uma espreitadela. Pronto, eu já sabia que isso era um erro crasso! Mal entrei, dei logo de caras com o vestido mais lindo de todos os tempos e tive que o trazer. Muito simples, elegante e dourado. Depois pensei que precisava de um relógio a condizer mas consegui conter-me a tempo e ainda bem, porque a mamã deu-me de prenda isso mesmo, um relógio muito giro que vai muito bem com o vestido.

vestido sacoor

(não sei se já mencionei o facto de agora, que estou num país com uma média de 5 a 8 graus a menos que Portugal e chove que parece o dilúvio, uso muito mais vestidos e saias do que antes!)

Segunda, véspera de Natal, a mãezinha começou cedo a fazer a mousse de chocolate com nozes e a tarde de amêndoa, iguaria que eu comia inocentemente até há poucos anos atrás sem saber que levava meio quilo de açúcar! Agora continuo a comer, claro, mas já só penso “uma dentada, um kilometro”. Não deixou de saber divinalmente por isso. Mais bolo rei, mais sonhos, mais filhoses. Consoada de Natal, bacalhau com puré e maionese (nham nham), mais mousse, mais bolo rei. Mais chá e fatia de tarte de amêndoa antes de abrir as prendas.

Terça, dia de Natal, casa dos tios, mais doces e queijos e enchidos. Ao menos de manhã ainda fui correr uns míseros 4km (pelo paredão de cascais que é o sítio mais espectacular para se correr) por isso, vá, queimei uma fatia de tarde de amêndoa. E também fui molhar os pés, que estava um dia fantástico. A água estava gelada, claro, mas não mais que nos dias normais de início de verão e eu estava com tantas saudades que quase me atirei lá p’ra dentro! Estou quase numa de ir no dia 1 de Janeiro ao banho… ou então não…

IMG_0168[1]

(experiências com o modo Panorama do iPhone)

 

Hoje mais 4.25km (outra fatia à vida) e toda a gente sabe que nos dias depois do Natal se comem os restos por isso mais bacalhau com puré e maionese (e mousse). Depois de almoço fomos ao shopping fazer uns recados e quando voltámos, estava com fraqueza (ou gula…), por isso foi mais uma fatia de tarte…. Ah, e um iogurte líquido, maravilha dos lacticínios que não se encontram em terras de sua majestade, o máximo que há são umas coisas tipo actimel. Há iogurtes líquidos mas são em embalagens de um litro ou quase e isso não dá jeito nenhum para levar para o trabalho.

Se isto continua assim (e não há nenhuns indícios de parar) vou voltar a rebolar! Mas é um small price to pay para matar as saudades.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s