Censura e liberdade de expressao (II)

Movimentos anti-islão impedidos de marchar na França e na Alemanha

Uma semana depois da chamada “marcha republicana” de repúdio aos atentados que fizeram 17 mortos, incluindo 12 na redacção do jornal Charlie Hebdo, as autoridades francesas decidiram proibir uma concentração em Paris promovida por movimentos que apelam a “expulsar os islamistas de França”. Em Berlim, a já habitual manifestação que o grupo Patriotas Europeus contra a Islamização do Ocidente (Pegida) organiza a cada segunda-feira em Dresden foi anulada por “receio de atentados terroristas”.

Em França, parte da justificação para proibir o protesto refere “que as forças da polícia estão mobilizadas no quadro do plano Vigipirate [sistema de alerta de segurança nacional] e que a sua acção não pode ser desviada do objectivo principal que é a prevenção de novos atentados”.

Mas na decisão do tribunal administrativo de Paris também se lê que “a manifestação projectada não tem por objectivo apelar à condenação dos actos terroristas recentes mas inscreve-se claramente numa lógica islamófoba”. Na prática, o que a justiça diz é que as tensões entre as diferentes comunidades religiosas em França estão já demasiado altas para que se permitam manifestações que as possam inflamar ainda mais.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s